Pular para o conteúdo
Converse conosco Escolha uma das opções
Whatsapp

É possível ser sustentável na prática médica?


Quando o assunto é saúde, a gente não mede esforços, não é mesmo? A gente faz de tudo para manter nosso corpo em total e perfeito equilíbrio. Mas quantas vezes nos lembramos que manter o corpo em perfeita harmonia é também manter a natureza em harmonia? 

Vivemos em um ambiente de colaboração mútua, entregamos a natureza e ela nos devolve (ou vice-versa) na mesma proporção de qualidade e é aí que entra a necessidade de ser sustentável. Mas dá para ser sustentável na Medicina e ainda conseguir manter o padrão de cuidados? A resposta é SIM.

Afinal, o que é sustentabilidade?

A sustentabilidade é um termo com origem no relatório “Nosso Futuro Comum”, de 1987, da Comissão Mundial de Desenvolvimento Ambiental das Nações Unidas. Sua definição é “satisfazer as necessidades do presente sem comprometer as oportunidades das futuras gerações satisfazerem suas necessidades”. 

Leia mais: Escolhas sustentáveis para adotar no dia a dia

Acompanhe algumas dicas para tornar a sua atuação na Medicina mais sustentável: 

A Medicina Sustentável tem como característica básica a prevenção, combinando o que as melhores partes da medicina moderna com a medicina tradicional, integrando tecnologias avançadas a ensinamentos antigos e eficazes. 

Vamos dar uma olhada em alguns princípios que podem direcionar sua prática para a sustentabilidade!

Humanização

Procure ser um profissional humanizado. A empatia com as crenças e necessidades de cada paciente pode auxiliar no processo de prevenção. Essa perspectiva, além de auxiliar na saúde de cada paciente individualmente e consequentemente de uma grande parcela da população, também contribui para que não haja a necessidade de processo de cura e gastos de insumos. 

Vale ressaltar que ser uma médica ou um médico humanizado vai muito além do auxílio na sustentabilidade, sendo um fator crucial para o acolhimento e comprometimento com o social, cumprindo com os preceitos da formação médica de promover o bem-estar e respeitar o paciente.

Descarte e consumo consciente

O descarte consciente vai além de descartar medicamentos e lixo hospitalar de forma correta (o que não deixa de ser extremamente importante). Mas, para que faça ainda mais sentido, é necessário reduzir a quantidade de lixo produzido. 

A produção industrial na maioria dos lugares do mundo funciona de acordo com a demanda. Assim, a redução significativa no desperdício e no consumo não essencial de produtos poderia reduzir a produção e os impactos que esta causa ao meio ambiente. Um meio ambiente bem cuidado é a única certeza de um futuro com qualidade de vida. 

Cruelty free

Você já deve ter visto esse selo em diversos produtos por aí. O termo quer dizer “livre de crueldade” e é usado para informar que o produto não realizou teste em animais. Opte por produtos que já estejam no mercado e que preservem o direito dos animais. Também é importante priorizar marcas que realizem descartes conscientes. 

Os testes em animais são muito comuns em produtos dermatológicos. Mas diversas empresas em todo o mundo têm buscado novas formas de testagem que não envolvam nenhum tipo de crueldade. Países como Austrália, Israel, Índia, Guatemala, Noruega, Nova Zelândia, Suíça e Turquia já tornaram totalmente proibidos os testes em animais.

Escolher produtos que trabalhem com a consciência ambiental e com o direito dos animais é, certamente, um diferencial para as médicas e médicos do futuro.

Novas tecnologias 

Além das novidades tecnológicas já citadas com os produtos com selo cruelty free, outras diversas tecnologias trazem benefícios para uma medicina mais consciente e sustentável. Primeiro, vamos pensar no uso de tecnologias avançadas que permitam um diagnóstico precoce e um tratamento mais eficiente. 

A medicina preventiva é, certamente, uma das melhores formas para a redução no uso de insumos como medicamentos e produtos hospitalares. Assim, é importante levar em consideração os diversos aspectos da medicina para a prevenção, como uma alimentação saudável, práticas de atividades físicas, lazer ao ar livre, contato com a natureza, práticas de exercícios. Tudo isso pode ser observado de forma mais completa, na chamada medicina holística.

Abra a porta para o seu futuro