Como é a profissão e qual o salário da Engenharia Elétrica?

O que faz um biomédico
O que faz um biomédico e o que esperar desta profissão?
15 de Fevereiro de 2018
tecnólogo em logística
Tecnólogo em logística: conheça esse profissional, curso e mercado de trabalho
15 de Fevereiro de 2018
salário da Engenharia Elétrica

O que faz um engenheiro eletricista? Qual o salário da Engenharia Elétrica? Como se preparar para essa profissão? Leia o artigo e descubra!

Você já imaginou a vida sem assistir TV, ligar um interruptor de luz, fazer uma ligação pelo celular ou guardar comida na geladeira? Todas essas ações dependem do trabalho de um engenheiro elétrico – ou engenheiro eletricista.

A Engenharia Elétrica é o ramo da engenharia responsável pela geração, transmissão, transporte e distribuição de energia elétrica. O profissional formado nessa área pode atuar em sistemas de automação e controle, desenvolvimento de componentes eletrônicos, projetos de instalações elétricas em indústrias, comércios e residências.

Aqueles que optam por esta carreira devem gostar de Tecnologia, Física e Matemática, além de apresentar interesse e curiosidade por solucionar problemas.

 

Como funciona a graduação em Engenharia Elétrica?

Assim como a Engenharia Civil, a graduação em Engenharia Elétrica tem a duração média de 5 anos e possui habilitação em bacharelado. A estrutura curricular dispõe de disciplinas generalistas e básicas das engenharias como Química, Física, Cálculo e Computação, no começo do curso.

Nos semestres seguintes é oferecida uma visão geral das diversas áreas da Engenharia Elétrica como:

  • Sistemas de Energia Elétrica – geração, transmissão e distribuição da energia;
  • Eletrônica – projeto e construção de circuitos eletrônicos;
  • Sistemas de Controle – automação predial e industrial, controle de aeronaves, robótica e piloto automático de veículos;
  • Telecomunicações – projetos, instalação e operação de sistemas de telefonia, radiodifusão, radar e GPS;
  • Processamento de sinais – análise e manipulação de áudio, vídeo e imagem;
  • Eletrônica de Potência – procura por maior eficiência energética e qualidade.

À medida que o aluno avança na graduação, vai sendo capaz de escolher disciplinas para aprofundar-se na área com a qual tem mais afinidade. Daí a importância de focar em atividades práticas de laboratório e procurar estágios no ramo. Na FTC, o curso é oferecido nas unidades de Feira de Santana, Vitória da Conquista, Jequié e Petrolina.

 

E o mercado de trabalho?

O engenheiro eletricista é responsável por desenvolver e gerenciar sistemas de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica. Sua meta é levar energia elétrica à população de forma segura e com qualidade.

Assim como outras engenharias, o mercado de trabalho para este profissional costuma estar em alta. Para exercer a profissão, é necessário estar registrado no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Crea).

No início da carreira, é importante complementar a formação e definir a área em que você deseja atuar – qualquer uma das citadas lá em cima. É importante que o profissional mantenha-se sempre atualizado e tenha objetivos claramente estabelecidos, visto que este é um ramo que envolve tecnologias de ponta. Fluência em outras línguas e facilidade de trabalho em equipe também são bons diferenciais.

Devido ao potencial energético do país, a Engenharia Elétrica é uma área que está em constante expansão no Brasil. Construção de novas hidrelétricas, expansão de rede para áreas mais distantes, polêmicas de aumenta de energia: tudo isso influencia no trabalho de um engenheiro elétrico.

Grandes obras de infraestrutura, a expansão da área de telecomunicações e investimentos em energia renovável também têm contribuído para a crescente demanda por profissionais especializados. A própria dimensão territorial do Brasil é uma vantagem para quem trabalha neste ramo, além do aumento do interesse do mercado em combustíveis fósseis.

Por ser considerado um mercado amplo, o engenheiro eletricista pode começar a carreira trabalhando em usinas, indústrias de automação e sistemas elétricos, construtoras, empresas de telecomunicações, linhas de transmissão e tecnologia da comunicação. Também é possível fazer mestrado ou doutorado e continuar estudando, se você gostar mais da área técnica e de projetos. Mestres e doutores são requisitados em equipes de desenvolvimento de tecnologias mais avançadas, no Brasil e no exterior.

O engenheiro também pode liderar equipes, conquistando postos administrativos ou gerenciais em empresas, realizar consultorias para a melhoria de processos, como projetos de redução de consumo enérgico, entre outros. No setor público, as vagas podem estar em ministérios, instituições municipais, estaduais e federais, secretarias e agências reguladoras (Aneel e Anatel).

 

Qual o salário da Engenharia Elétrica?

Quando o assunto é o salário da Engenharia Elétrica, esta está entre as profissões mais bem remuneradas do Brasil, com salários iniciais acima dos R$ 4 mil.

Dependendo do cargo, os salários da Engenharia Elétrica podem chegar a mais de R$ 40.000, 00. Ainda que cerca de 38 mil engenheiros se formem anualmente no Brasil, ainda se fala em escassez de mão de obra qualificada nesse ramo.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo site de empregos Catho, o salário de Engenharia Elétrica para um Trainee é de, em média, R$ 3.688,61; Já o Analista de Engenharia Elétrica tem salário de R$ 3.270,74; e o Coordenador, R$ 8.160,53.

Os recém-formados recebem o piso salarial fixado pelo Conselho Regional de Agronomia e Engenharia (Crea). No caso da Bahia, segundo um levantamento feito pela revista Exame, em 2014, um engenheiro eletricista pode ganhar uma média de R$ 6497,00.

Como mostramos neste texto, o profissional que escolhe a Engenharia Elétrica tem tudo para ter uma carreira bem sucedida, se souber manter o foco e a dedicação. Esta é uma área promissora no país e a demanda por bons profissionais é crescente.

Se interessou pela profissão? Então, aprofunde-se na graduação e boa sorte! Conheça o curso de Engenharia Elétrica em uma das unidades da FTC!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *